quinta-feira, 5 de março de 2009

Ao Encontro do Mundo


Não entendia o porquê.
Imaginar satisfazia-me.
Talvez ao encontro do eu,
De outros eus...

Paisagens, esculturas, gravuras...
Ainda jovem eu sabia
Que no mundo muito existia
Além dos muros que me prendiam.

Viajar eu precisava
Para do inquieto abismo
Que me perturbava...
Fugir!

Só não compreendia,
Que não era o lugar que eu queria,
Era o mundo diferente
Que dentro do povo existia.

Que em um destino
Não só um lugar conheceria,
Mas diversos mundos que...
Mentes diferentes da minha viviam.

De cada aventura mágica,
Diferente eu voltaria!
Para meu mundinho pequeno
Que cada vez mais se expandia.

Ohh meu Deus!
De tantos lugares fantásticos
Que conheceria...
Mas fantástico era o povo
Que lá vivia!

E a cada viagem...
Minha alma explodia de alegria!
Com a certeza de que jamais cessaria,
Pois viajar é remédio da melancolia!

Luana Carvalho

2 comentários:

  1. que lindo...gostei...
    é teu mesmo?

    virginia woolf ja dizia que era fundamental um teto só nosso nem que fosse só um quarto e viajar viajar viajar mas tudo ligado ao aprendizado.

    ResponderExcluir
  2. kkkkkkkkkkkkkk..é meu sim amiga!! Poxa! Deve tá bonzinho mesmo p vc fazer esta pergunta...heheeh... A poeta!!!

    ResponderExcluir