quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Natal

Chega o natal e todos ficam obcecados por 'ter' e 'dar' felicidade.
Apesar de cansados e estressados, eles passeiam felizes de loja em loja,
Enfiando a felicidade em sacolas ao som das singelas canções natalinas.
É mesmo um momento mágico. Uma hipnose!


terça-feira, 18 de dezembro de 2012

O amor




Quando o ceticismo surge a respeito do amor, eu lembro deles: os meus avós paternos - Gercina e Nino. Um raro exemplo de casal que realmente se amou e viveu em harmonia por toda a vida. Nem a morte os conseguiu separá-los, pois diante da imensa saudade e dor da partida, a minha avó também se foi.
.
“Que seja eterno enquanto dure” – Perdoe-me Vinícius, mas você muito entendeu de paixões e pouco – ou quase nada, de amor. Ser eterno é condição sine qua non do amor.
Amar é depois do turbilhão da paixão, escolher ficar. Amar é dedicação, respeito, confiança. Amar é escolha. Amar é compartilhar momentos tristes e felizes com comprometimento.
.
Mas não defendo o ‘eterno’ de fachada - que infelizmente é o mais comum. Isso não é amor. Volto a repetir: amor é inseparável de respeito, confiança, fidelidade, companheirismo, carinho e admiração pelo outro. O resto é prestação de contas!! Prestação de contas com essa sociedade hipócrita onde vivemos.
.
Amar não é fácil. Às vezes dói. Porém é a razão mais aceitável da nossa existência. Amar é eterno! Se acabou, não era amor!

Um viva aos meus avós!! Tim Tim!!!